Angola: desde antes da sua criação pelos portugueses até ao êxodo destes por nossa criação - Edição Especial - Vol. II

62,00 €
Com IVA 2 dias

Autor: Carlos Mariano Manuel

Editora: Perfil Criativo - Edições

Ano de publicação: Julho 2021

ISBN: 978-989-54937-9-1

TIRAGEM LIMITADA

Livro de Luxo: Envios Registados (custo acrescido)

Número de páginas: 606

Nota do Editor: "Uma grande parábola"

Reserva de exemplares: encomendas@autores.club

Leitura Livre: Volume II (26 páginas)

Língua: Português

Quantidade
Disponível

  • Segurança:
A Loja dos Autores utiliza medidas de segurança para evitar a perda, abuso, alteração, uso não autorizado ou roubo dos seus dados pessoais. Segurança: A Loja dos Autores utiliza medidas de segurança para evitar a perda, abuso, alteração, uso não autorizado ou roubo dos seus dados pessoais.
  • Entregas:
O cliente pode optar pelo envio grátis, em correio editorial CTT, sem registo. Para países onde os correios não funcionam correctamente é aconselhado a encomenda ir registada, desta forma pode acompanhar a entrega e reclamar se não for entregue.  Entregas: O cliente pode optar pelo envio grátis, em correio editorial CTT, sem registo. Para países onde os correios não funcionam correctamente é aconselhado a encomenda ir registada, desta forma pode acompanhar a entrega e reclamar se não for entregue.
  • Devoluções:
Queremos que se sinta completamente satisfeito com a sua compra!
Pode devolver a sua encomenda no prazo de 10 dias, nas mesmas condições em que a recebeu, enviando um email para 
info@autores.club indicando o motivo da devolução. Devoluções: Queremos que se sinta completamente satisfeito com a sua compra! Pode devolver a sua encomenda no prazo de 10 dias, nas mesmas condições em que a recebeu, enviando um email para info@autores.club indicando o motivo da devolução.

ÍNDICE
 - VOLUME II

Prefácio II, por Onofre dos Santos

CAPÍTULO XIII

A conjuntura internacional na transição ao século XIX e a formal abolição do tráfico de escravos nos territórios sob domínio colonial Português

  • Acontecimentos históricos iniciados no continente americano e com repercussões globalizantes
  • A legislação ordinária portuguesa abolicionista do tráfico de escravos
  • A extinção formal da condição de liberto e sucessiva criação do estatuto de pessoa livre e do regime de trabalho compelido

CAPÍTULO XIV

A sedentarização esparsa e tardia dos Portugueses no Sul de Angola no século XIX e a continuação generalizada da resistência dos nativos, testemunhadas, a título de exemplo, em relatórios anuais de três governadores gerais

  • A invicta região dos Dembos até à segunda década do século XX
  • “A condição natural da administração nesta colónia é fazer a guerra e preparar-se para ela”
  • A agregação em finais do século XIX do Leste do actual território do País na primitiva colónia de Angola

CAPÍTULO XV

A Conferência de Berlim sobre África

  • Alguns aspectos organizativos
  • Resumos dos assuntos tratados nas nove sucedâneas 
  • Sessões Plenárias da Conferência
  • Segunda Sessão Plenária
  • Terceira Sessão Plenária
  • Quarta Sessão Plenária
  • Quinta Sessão Plenária
  • Sexta Sessão Plenária
  • Sétima Sessão Plenária
  • Oitava Sessão e a proposta liminarmente recusada da representação Americana de abordagem do direito inalienável dos Africanos em disporem dos seus territórios
  • Nona Sessão e a diplomacia ardilosa, que criou o Estado Livre do Congo, entidade político-administrativa que precedeu a actual República Democrática do Congo
  • Décima sessão e de encerramento formal da Conferência

CAPÍTULO XVI

Efeitos em Angola da Conferência de Berlim sobre África contextualização geral

  • A política de “portas abertas” e a iminência, casualmente frustrada, de Angola resvalar para a jurisdição 
  • colonial Alemã
  • Novo paradigma da colonização Portuguesa após o termo da Conferência de Berlim sobre África
  • Em como a ambição comercial na época do colonialismo contribuiu sobremaneira para a promoção 
  • do alcoolismo em Angola
  • A concepção e implementação do regime do indigenato no século XX
  • O Bilhete de Identidade e o Estatuto de Assimilado à cultura europeia como instrumentos de alforria e de estratificação social dos nativos
  • A tributação pelas autoridades coloniais como instrumento de domínio sobre os nativos: dos impostos da cubata e indígena à taxa anual única

CAPÍTULO XVII

História económica de Angola: da simples pilhagem à valorização económica do território, enquadrada no projecto de criação da, pelas autoridades coloniais ansiada, Nova Lusitânia

  • Das épocas do Zimbo, Makuta, Angolar, Real, Escudos e moedas estrangeiras à época da instituição da actividade bancária em Angola
  • Infra-estruturas de transportes terrestres
  • Primeira grande obra pública: o caminho de ferro, inicialmente chamado de Ambaca e depois de Luanda
  • Início da construção do caminho de ferro de Moçâmedes, precipitado pelo pesado desaire das forças Portuguesas ocorrido em 1905 no Cuamato
  • Para o Caminho de Ferro de Benguela “Deus deve ter gasto toda uma noite para fazer este magnífico porto 
  • para os Portugueses. É o melhor porto natural que tenho visto nas costas de África ou na América”
  • Como a independência da República Democrática do Congo contribuiu, indirectamente, para o aborto do caminho de ferro do Congo, suscitando consequentes dificuldades no desenvolvimento do Norte de Angola
  • Outros caminhos de ferro
  • Circulação e equipamentos rodoviários: malanje antecipou-se, casualmente, à todas localidades do interior de Angola, na abertura de estradas para a circulação automóvel
  • Empreendedorismo e talento profissional dos indígenas
  • A crise económica de Angola da segunda a quarta décadas do século XX
  • A institucionalização do Primeiro Plano de Fomento de Angola
  • Projectos previstos no Primeiro Plano de Fomento Económico de Angola
  • Segundo Plano de Fomento de Angola
  • Planos económicos intercalar, terceiro e quarto
  • O paradoxo entre a implementação dos planos de Fomento Económico e a prevalência da degradação social na imensa maioria da população nativa

CAPÍTULO XVIII

Do orgulho do império pluricontinental e multirracial ao canto do cisne, como pródromos do respectivo desmoronamento: as únicas três viagens de soberania de chefes de estado Portugueses a Angola colonizada

  • Revisitar os passos em Angola dos três presidentes Portugueses e inferir deles a evolução social, económica e política do território no século XX
  • Breve descrição da geografia demográfica e económica da cidade de Luanda no período compreendido entre os séculos XVII e início do século XX
  • Os Tratados de Simulambuco e do Soio celebrados entre as Autoridades Nativas e os Portugueses
  • Insalubridade da cidade de Luanda e com a maioria de citadinos europeus constituídos por criminosos degredados
  • Prosseguimento do périplo de soberania do primeiro chefe de estado Português a visitar Angola, general António Óscar de Fragoso Carmona
  • Visita de soberania do presidente, general Francisco Higino Craveiro Lopes
  • Os cantos de cisne entoados em Angola, sobre o império colonial decrépito e ferido de morte, pelo último chefe de Estado Novo Português, almirante Américo de Deus Rodrigues Thomaz
978-989-54937-9-1

Também poderá gostar

chat Comentários (0)